Ansiedade: preciso aprender como posso controlar a minha.

Você sabia que sentir ansiedade é necessário?  Como então conseguir controlar a ansiedade? Calma que explico:

A ansiedade é um sentimento que nos ajuda a reconhecer uma situação de ameaça futura e nos prepara para enfrentar ou fugir dessa situação.  É preciso ter um nível moderado de ansiedade e conseguir dominar essas sensações e não ser dominado por elas.

  Veja os três principais passos para controlar sua ansiedade:

  1. É fundamental entender o que causa sua ansiedade

A ansiedade surge em situações em que nos percebemos em perigo.  Esse perigo pode ser real (um assaltante), ou criado por nós mesmos (preocupação com o que os outros vão pensar).

A parte boa da ansiedade é que conseguimos prever um perigo futuro; a parte ruim é que, mesmo perante medos irracionais, temos as mesmas sensações e necessidade de prevenção desse suposto perigo.  Essas situações nos tiram do equilíbrio gerando o estresse, que desestabiliza nosso organismo causando desgaste e sintomas persistentes sejam eles físicos ou psicológicos.

O maior problema da atualidade é que nossa percepção dos perigos está relacionada a agentes que nos perturbam diariamente como o transito, a violência, as dificuldades de relacionemos, a falta de dinheiro, o desemprego, educação dos filhos, a solidão, os julgamentos sociais, etc.  Tudo nos faz prever possibilidades de que teremos consequência ruins e ficamos ansiosos na tentativa de evita-los.

E quando nos deparamos com essas situações diárias, nosso corpo também reage.  Sentimos medo, dúvida, insegurança, nervosismo e também inúmeras sensações físicas como respiração rápida, sudorese, mãos frias, sensação de falta de ar, coração acelerado, desconforto abdominal, tensão muscular, boca seca, sudorese, dentre outros.

 

  1. É importante identificar e amenizar as sensações físicas causadas pela ansiedade

Tendo em vista que nosso organismo responde as situações, é fundamental ajuda-lo a responder de maneia adequada.  Veja algumas dicas para controlar essas sensações físicas:

  • Manter alimentação adequada – os alimentos são os combustíveis do organismo. Assim como um carro sem gasolina não sobe uma ladeira, um organismo mal alimentado não tem forças para restabelecer o equilíbrio frente a grandes desgastes.
  • Horas de sono – um organismo sem descanso fica muito mais irritado e propenso a responder mal às situações mais simples. Durma o quanto for necessário para repor suas energias.
  • Fazer exercícios físicos – quando fazemos exercícios liberamos substancias químicas que funcionam como um higienizador para todo esse estresse diário.
  • Relaxamento muscular e respiração – é possível melhorar a tensão muscular e restabelecer a respiração com exercícios de meditação e relaxamento.

 

  1. Você precisa encontrar maneiras de evitar e controlar esses agentes ameaçadores

Vamos a um exemplo simples: meu coração bate forte e me sinto muito ansiosa frente a uma reunião inesperada com seu chefe.

Compreender o motivo pelo qual você sente ansiedade frente a esta reunião é o primeiro segredo, pois a partir disso será possível evitar tais situações.   Vamos supor que sinto ansiedade quando não consigo terminar meu trabalho no prazo estabelecido e meu chefe me chama.

Questões a refletir: por qual motivo você não termina os trabalhos no prazo? É possível corrigir isso? Perceba que se esse é o motivo da ansiedade, passar a cumprir os prazos fará com que não tenha mais receio de ser punido pelo chefe, e quando ele chamar para as reuniões não haverá mais ansiedade.

Parece simples…  e é!

O complexo é quando nossa ansiedade está relacionada a julgamentos sociais e a conseguir corresponder a um padrão estabelecido.   Muitas vezes sentimos uma grande necessidade de controlar tudo o que acontece, ou de sermos perfeitos no que fazemos…

Será então sobre essas questões que você precisará trabalhar.  Compreender melhor como se sente em relação as cobranças sociais, o quanto você mesmo se cobra, etc.

Para este processo um dos facilitadores é a psicoterapia que pode auxiliar no autoconhecimento, além de elaborar em conjunto estratégias para que você possa aprender a se relacionar de forma menos sofrida com as dificuldades.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agende seu horário