Veja os 8 motivos comuns que levam à traição e…  Previna-se!

Você já esteve numa relação que começou bem, equilibrada, com conflitos comuns, mas de repente descobriu que foi traido(a)? Já parou para pensar em quais motivos levam à traição? Aqui você vai conhecer os 8 motivos comuns que levam à traição.

Como psicóloga, acredito que antes de falarmos sobre os motivos, precisamos entender o que é traição, e aí sim estaremos preparados para pensar no que leva uma pessoa à traição.

Pensar, sonhar, imaginar, é traição ou só se sair mesmo com a outra pessoa?  Sair é traição ou tem que beijar?  Pode só beijar ou só se for para a cama?  Traição significa que o amor acabou? Significa que a outra pessoa é melhor que eu?

Traição é não cumprir um compromisso – ou seja, trair na relação significa não ser fiel aos objetivos comuns do casal, é ser desleal com o pacto de amor feito entre os dois.

E um detalhe importante na traição é que não é necessário a pessoa se ausentar, sair com outra para trair.  Ela pode trair em pensamento, em sentimento, em intenções… e a outra parte nem estar sabendo.

Mas calma!! Não é preciso entrar em pânico, pois se você teme que esteja sendo traído(a), o melhor a fazer é observar sua relação.  Somente após observar o que ocorre você poderá compreender os possíveis motivos de uma traição, e tentar evitá-los.

8 motivos mais comuns para a traição:

  1. Insatisfação

Um dos companheiros não está satisfeito com a relação, e por algum motivo não consegue encerra-la;  Muitas vezes esse padrão é descrito como safadeza, falta de caráter… mas é muito frequente ser resultado de uma pessoa com baixa estima e baixa autoconfiança.  Outro motivo é porque a pessoa teve experiências negativas anteriormente e hoje trai para não ser traída.  Não é muito racional, é verdade, mas é um dos comportamentos que observamos no consultório de psicologia com frequência.

  1. Expectativas erradas

Quando uma das partes busca na relação alguma coisa que não irá encontrar.

Ex.: busca se sentir completo.

Infelizmente é uma expectativa comum, mas o outro nunca conseguirá lhe completar absolutamente: é necessário que sejamos inteiros para nos relacionar com outro.  Caso contrário sempre exigiremos demais, cobraremos demais e causaremos em nós e no outro muita insatisfação – aqui surge o ciume e a desconfiança; e quando alguém se sente insatisfeito, abre a porta para a traição.

  1. Curiosidade

A curiosidade sobre uma realidade diferente da que se vive.  Curiosidade sobre outras possibilidades de relacionamento afetivo e sexual – essa situação é mais frequente em relacionamentos muito longos;

  1. Necessidades de autoafirmação e baixa estima

Quando um dos parceiros tem uma visão negativa sobre si e sente a necessidade de provar que é atraente, que consegue conquistar quem deseja; muitas vezes a investida em outros(as) parceiros(as) garante ao conquistador esse sentimento de que ainda é capaz de conquistar.

  1. Visão machista

Uma visão machista do relacionamento faz com que o homem tenha uma visão de que a traição para homem é permitida, já que a mulher tem um papel passivo na relação.  Embora estejamos no século 21 ainda é possível encontrarmos muitos homens com esse pensamento.  Nesta situação a traição ocorre porque é permitido, ele não pensa que deva resistir à tentação de outras mulheres, simplesmente porque é da natureza do homem.

  1. Fim do “romance”

Casais que passam de “amantes” a “irmãos” – quando o erotismo, o romantismo acaba e só fica a convivência permeada pela rotina diária.  Estes casos estão muito propensos à traição de qualquer um dos lados, pois a relação em si não oferece mais encantos;

  1. Clima muito hostil

Um relacionamento pautado em brigas, discórdias, somente com momentos ruins, gera aos parceiros uma aversão de estarem juntos.  Neste contexto abrem-se oportunidades para que os envolvidos busquem a satisfação com outros parceiros que lhes ofereçam o que procuram.  Ou minimamente outros parceiros que lhe dediquem atenção e amor, o que não ocorre na relação em que estão.

  1. Relação fria

A sensação de solidão, de desprezo, de não se sentir desejado(a) também pode ser um dos motivos pelos quais a pessoa busca fora do seu relacionamento sua satisfação; muitas vezes causamos essa situação por não nos dedicarmos ao relacionamento mas ao trabalho, às necessidades dos filhos, etc.  É necessário construir constantemente a relação.

Agora que você já tem algumas dicas sobre o que deve avaliar em seu relacionamento, é importante fazer uma revisão de todos os pontos, e consertar tudo aquilo que não vai tão bem.

Será necessário muito diálogo, muita sinceridade não só com o(a) parceiro(a), mas principalmente com você.  O que exatamente está buscando nesta relação?

A relação te satisfaz?

Bem… mas isso é assunto para um próximo texto.

Nos falamos em breve!!

Precisa de ajuda? clique aqui e agende sua primeira consulta – meu consultório fica no Portal do Morumbi – te espero lá!

2 opiniões sobre “Veja os 8 motivos comuns que levam à traição e…  Previna-se!

  • 15 de agosto de 2018 em 16:31
    Permalink

    Após 22 anos, fui traída sem dó nem piedade. Não estavamos bem, eu desconfiava dele e ele apagava mensagens de waths. Fui para o psiquiatra , fiquei abobalhada tomando remédios e mesmo após uma longa conversa sobre melhorar, daí sim ele me traiu.Ele disse que eu não me importava(mas fui parar em um psiquiatra e se não conseguia dialogar, era ´por conta dos remédios), não sei o que fazer. Revivo cenas horríveis quase que diariamente e não sei se vou conseguir perdoar, agora já nem sei se quero. Passaram-se 7 meses desde que descobri. Ele disse que já havia terminado, mas falava com ela nas férias. Pq ela achou estranho qdo disse que tinha médico quinta e sexta(código) e eu respondi ” E?”. Se haviam terminado, ela poderia ter dito algo que indicasse já que minha resposta ao convite foi fria(ela não sabia que não era ele. se logo se falariam no trabalho? Brigávamos mas eu aguentei firme. Me sinto um lixo, até pq a criatura é uma mistura de Clotilde com Florinda. Como aumentar a auto estima assim? é como passar na obra para receber assovios, quem em sã consciência quer isso?Não consigo nem avaliar meus sentimentos. E os ressentimentos que estamos criando com as brigas onde requento o caldo velho? Mas não sei, vem tudo a tona toda a hora com muita força e só posso brigar e ofender, mais nada. Nem emprego tenho para poder decidir minha vida.

    Resposta
    • 20 de agosto de 2018 em 14:43
      Permalink

      Andréa, primeiro obrigada pelo comentário. Espero que o texto tenha lhe ajudado a refletir… Acredito que você se beneficiaria muito de um processo de terapia, além do tratamento com psiquiatra. Não consigo lhe ajudar apenas com um comentário, mas apenas como dica, é importante que você se redescubra. A autoestima é um sentimento que temos quando nos sentimos bem conosco. Para isso é preciso que você faça coisas que lhe tragam esse sentimento. Não é fácil, mas é possível. As vezes você precisará de auxílio e é aí que a terapia poderá ser útil.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agende seu horário