4 Passos para introduzir a leitura na família

leitura-em-familia

Você acredita que ler é importante?

Na atualidade a leitura é a principal instrumento para o aprendizado de todos nós, sejamos crianças ou adultos.

Mas como fazer para introduzir o hábito da leitura?

Os passos a seguir tornam muito maior a chance conquistarmos alguém para o mundo da leitura. E isso significa que teremos pessoas mais bem preparadas para enfrentar os desafios da vida.

Cabe ressaltar que para proporcionar uma boa experiência com a leitura, é importante que você primeiro conheça o material, e assim poderá oferecê-lo de maneira mais adequada.

Vamos aos passos:

  1. Introduzir a leitura respeitando os limites de idade, nível de alfabetização e de compreensão do conteúdo.

Bebês

A partir do momento que já consigam segurar coisas você poderá introduzir os livros.

Para qualquer outra idade é possível fazer com que a pessoa passe a gostar de ler, a partir das experiências que ela tiver com a leitura

  1. Fazer do livro/revista um objeto de interesse

Bebês

Os livros devem ser de plástico, de pano, coloridos – de materiais e texturas que possam manipular, colocar na boca, puxar, sem causar danos ao material. O livro deve ser introduzido aos bebês como um brinquedo, portanto não deve haver a preocupação de ler o livro para a criança. Deixe-os brincar, conhecer e se satisfazer com o material. O próprio abri e fechar já é uma grande diversão.

Não alfabetizados

O material deve conter temas de interesse do indivíduo.

Nesta situação já devemos fazer uma leitura em conjunto.

Para as crianças devemos dar preferência aos livros com mais figuras do que letras.

Os gibis podem ser utilizados a partir dos 3 anos, pois muitos deles são autoexplicativos pela própria sequência de imagens e normalmente tem personagens que agradam muito aos pequenos.

Antes da leitura propriamente dita, deve ser feita a apresentação do material, deixar que pegue, folheie, e se já começar a observar as páginas e “lê-las” você já pode dar continuidade no processo, apresentando a sequência de informações.

Para os pequenos de até 4 anos, o nível de concentração é menor, e é muito natural que comecem a leitura e a depender do livro a interrompam. Não há nenhum problema com isso. O objetivo inicial, como ainda não são alfabetizados, é que tenham experiências positivas com os livros, que seja gostoso poder manipula-los, reconhecer neles personagens de que gostam, ouvir estórias divertidas.

A leitura em conjunto preferencialmente deve ser feita com a teatralização, ou seja, aproveite para relembrar de sua criança interior e leia com vozes diferentes, faça cara de mal se for um vilão, coloque vida nos personagens.

A criança também pode querer continuar a estória utilizando-se da imaginação. É extremamente saudável incentivar e compartilhar ideias e sequencias do conteúdo.

Alfabetizados de qualquer idade

Se entregarmos a qualquer pessoa um livro com tema que não é de seu interesse, com 575 folhas, com letrinhas miúdas e com termos técnicos que a pessoa não entenda, posso assegurar que esta pessoa não terá nenhum interesse em folhear o livro.

Fazer do livro uma fonte de descobertas é um grande segredo para introduzir a leitura aos mais velhos. Questionar sobre um assunto e oferecer o livro como resposta pode ser bastante instigante.

É importante buscar materiais menos extensos inicialmente, as vezes a introdução da leitura pode ser feita com revistas, folhetos.

  1. Compartilhar o que aprendeu

Melhor do que uma boa leitura, é contar para o outro o que aprendi, e principalmente sentir que o outro tem interesse em me ouvir.

Para qualquer idade o incentivo à leitura não termina quando presenteamos a pessoa com um livro, mas é importante continuar participando da leitura. Se você já conhece o material poderá compartilhar suas percepções.

Ressalva: É importante não fazer de um gostoso diálogo, um grande interrogatório.

Incentive a discussão falando de suas percepções, das novas ideias que teve, do que mais gostou… mas tudo isso dentro de um contexto. Por exemplo: se presenteou seu filho com um livro sobre animais, você poderá aproveitar um comercial de TV em que apareçam animais para fazer um comentário do tipo: sabe que li naquele livro que te dei que os Pandas se alimentam de brotos de 30 espécies de bambus! Nossa eu nunca imaginei tanta espécie de bambu assim… você já sabia disso?

Fazer menção sobre coisas que tenham aprendido porque leu em algum lugar também é muito positivo, pois dá a dica para a pessoa de onde ela poderá buscar mais conhecimentos.

  1. Dar o exemplo

Os itens acima são em grande resumo, itens que nos facilitam a introduzir o habito de leitura. Mas para a manutenção deste hábito não há outra forma além do exemplo.

Quando a criança observa seus pais lendo, pesquisando, aprendendo e utilizando esse conhecimento na prática, ela se torna mais independente na busca de informações e certamente terá mais chances de copiar este hábito.

“Quem pensa que não gosta de ler ainda não encontrou o livro compatível com suas paixões.”

AUTOR DESCONHECIDO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agende seu horário